Mulheres de Classe C gastam o que têm e o que não têm em nome da vaidade

Das 2,5 milhões de mulheres brasileiras que pretendem se submeter a uma cirurgia plástica até o final de 2010, 55% estão na classe C, segundo uma pesquisa realizada pelo Data Popular.

Em uma estimativa em relação aos 15 dias anteriores à pesquisa, 1,3 milhão de mulheres fizeram tratamento em uma clínica de estética, das quais 700 mil estão na chamada “classe emergente”. Além disso, 2,7 milhões de mulheres querem fazer uma drenagem linfática até o final do ano – 1,4 milhão são da classe C.

Cerca de 38% das mulheres brasileiras foram ao salão de beleza nos 15 dias anteriores ao levantamento. Elas somam 25 milhões, das quais 15 milhões (59%) estão na classe média.

Além disso, um total de 14 milhões de mulheres fez algum tratamento de cabelos no período, sendo 9 milhões (60%) da classe C.

Ainda falando de vaidade, nos últimos 30 dias, 13,2 milhões de mulheres compraram bijuterias (7,4 milhões são clientes da classe média), 7,6 milhões compraram bolsas e acessórios (4,1 milhões pertencentes à classe C), 12,7 milhões compraram cremes para o corpo (7,1 milhões na classe C) e 11,3 milhões de mulheres compraram sapatos (6,4 milhões da classe média).

O que mais elas fazem?

Das atividades e hábitos mais comuns das 68,4 milhões de brasileiras acima de 18 anos, estão fazer compras em supermercados (91%), cozinhar para a família (75%), tentar se alimentar de maneira saudável (53%) e costumar usar produtos que a mãe usava (26%). Cerca de 39% gostam de viajar para a praia e 9% frequentam uma academia de ginástica.

Fonte: Infomoney

(Visited 17 times, 1 visits today)