Você tem medo de falar em público?

Este é um assunto e situação que deixa muita gente nervosa ou até mesmo em pânico em algumas situações. Se você é daquele tipo que quer sumir quando sabe que tem que fazer uma apresentação. Ou fica quieto numa reunião com medo de dar sua opinião. Ou ainda, recusa convites que são importantes para sua carreira ou vida social.

Se sai bem no trabalho escrito porém, no oral seu nível cai…
Saber comunicar-se é essencial para quem quer ir para frente na vida, de uma maneira geral.

De que adianta ser o melhor em algo, se ninguém souber disso? Se na hora de passar as informações você falha por melhor que o seu trabalho esteja? Como alguém comprará alguma coisa ou idéia de alguém que não está confiante na sua exposição?

Além do mais, toda a vez que você se esconde, pode estar certo, alguém faz o movimento contrário…E com isso o seu espaço diminui…É duro, mas é isso!
Se você já passou da fase de dar desculpas e consegue enxergar suas dificuldades, o próximo passo é conhecer meios onde você poderá trabalhar a sua Comunicação Verbal.

Um dos maiores motivos de nervosismo é o medo de que algo dê errado durante sua apresentação. O segredo é se preparar e não dar chance para o azar.

-> A prática faz a perfeição.

-> Comer ou beber demais antes da apresentação o fará sentir-se sonolento.

-> Tenha uma boa noite de sono para estar em forma.
-> Mesmo que não esteja tenso, ache um lugar calmo e relaxe cerca de 30 minutos, antes da apresentação.
-> Exercícios respiratórios simples ajudam a reduzir o nervosismo ao lhe dar controle sobre o corpo e a voz: feche os olhos, uma mão sobre o peito e outra sobre o diafragma. Inspire sentindo o diafragma subindo e expire bem devagar, Repita várias vezes.
-> Uma piada ou estória oportuna deixará todos à vontade.
-> Pratique falando de forma clara, tanto em volume normal como em voz alta.
-> A impressão final deixada por você nas mentes e nos corações da platéia é a que dura por mais tempo.
O segredo de um bom falante, é comunicar com confiança , conhecimento e organização , utilizando voz e postura adequadas.

A técnica EFT alivia o medo de falar em publico em questão de minutos

(PRWEB) 30 de maio de 2006.  Os britânicos dizem que há mais pessoas com medo de falar em publico do que com medo de cobras ou aranhas. Muitos levam suas vidas normalmente apesar desse medo do palco, mas estima-se que cerca de 11 milhões de pessoas sofram de síndrome da ansiedade social, um medo intenso de se encontrar com pessoas desconhecidas, tornar-se centro da atenção ou então preocupação com o desempenho diante de um grupo. Também conhecida como fobia social, a ansiedade é o terceiro distúrbio psiquiátrico mais comum no Reino Unido depois da depressão e alcoolismo. Nas clinicas há tentativas de controle desse problema através de drogas.

Mas o melhor tratamento para ansiedade social, de acordo com um crescente numero de psicólogos e profissionais de saúde, pode estar num procedimento livre de drogas, chamado EFT (Emotional Freedom Techniques – Técnicas de Liberação Emocional). Sua premissa é de que medos, fobias e sintomas físicos são causados  pela ruptura no fluxo de energia através dos meridianos. Estes meridianos são os mesmos circuitos mapeados há milhares de anos pelos acupunturistas chineses. Batidas feitas com pontas dos dedos nesses pontos restabelecem o fluxo de energia e o sintoma (medo) desaparece.

Foi constatado que este procedimento é clinicamente eficaz para todas as formas de ansiedade em mais de 10 anos de experimentos em consultórios.

O psiquiata Curtis Steele chama a EFT de “técnica mais eficaz que utilizei nos 45 anos de pratica”. “Eu tive sucesso considerável com EFT em tratamentos de ansiedade social, medos, síndrome do pânico e muitos outros distúrbios”, diz ele.

Os sintomas físicos da ansiedade social incluem taquicardia, sudorese, tremor, náuseas, diarréia, tensão muscular, travamento muscular, confusão mental, tontura, etc. Esses sintomas provem de medo excessivo de julgamento dos outros ou medo persistente de embaraço e humilhação ao falar com estranhos. Os sintomas se apresentam também ao se encontrar com pessoas desconhecidas, uso do banheiro publico, ao participar de algum evento, apresentação ou reunião de negócios. De acordo com a Associação Americana de Psiquiatria, a ansiedade social pode provocar síndrome do pânico, compulsão obsessiva e depressão.

Ansiedade social severa pode causar desemprego crônico, reprovação escolar, abuso de drogas e álcool, pensamentos suicidas e outros resultados devastadores.

O problema muitas vezes se inicia na infância, torna-se mais intenso na adolescência, e permanece pelo resto da vida. Mais comum em mulheres do que em homens, a ansiedade social parece ocorrer em famílias. Afeta uma em cada 4 pessoas no Reino Unido.

David Childerley, coach de EFT, trabalha com empresas lideres de recrutamento para ajudar equipes a superar medos, e relata que em workshops de treinamento, não é raro encontrar pessoas que ficavam simplesmente congeladas por medo do palco, fazer EFT focando naquele medo. Ao fazer o procedimento, repentinamente se relaxam e começam a falar e a sorrir com a experiência. David oferece EFT também como um tratamento de emergência para pessoas com desespero emocional minutos antes da apresentação ou chamadas frias para prospecção.

Leva geralmente pouco tempo para aprender EFT e os resultados são muitas vezes instantâneos e permanentes. Uma vez que a causa subjacente de medo e pânico desaparece, geralmente não há reincidência.

E uma excelente noticia para quem fica demasiadamente aterrorizado ao pensar em coisas como audiências, entrevistas de emprego, palestras, namoro ou ate mesmo uma ida ao supermercado. Superar timidez, vergonha, medo do palco e outros medos com EFT é uma ótima noticia para os apresentadores corporativos.

Não se esqueça de praticar, estudar, fazer uma apresentação sozinho, cronometrando seu tempo e, se possível grave tudo. Depois assista cuidadosamente. Você vai perceber erros e mancadas que você comete e caba nem percebendo, mas que, após detectar essas pequenas falhas, você fará de tudo para não comete-las novamente.

 

(Visited 60 times, 1 visits today)