Você tem alergia a esmalte?

O nome que se dá a esta alergia é dermatite de contato ou eczema de contato. Os causadores mais comuns de reações alérgicas estão presentes na composição dos esmaltes, como o formaldeído, que está presente na resina do esmalte e tem como função dar a aderência e a durabilidade ao produto, o tolueno, que é um solvente da fórmula tradicional de esmaltes e a mica, que é um pigmento utilizado nos esmaltes cintilantes e perolado.

Como sei se tenho alergia a esmalte?

Os principais sintomas da alergia a esmalte de unha são inchaço nas pálpebras, vermelhidão e coceira no pescoço, rosto e mãos. Se aprensentar algum desses sintomas, procurare médico para fazer um teste de contato. Aplica-se uma fita nas costas da paciente contendo 35 substâncias, entre elas o formaldeído e as resinas presentes no esmalte. Após 48 horas a fita é retirada e é feita a primeira avaliação, observando se ocorreu reação alérgica e a qual substância esta reação corresponde. Uma segunda avaliação é feita após 96 horas. O resultado do teste é positivo quando no local de determinada substância aparece vermelhidão e até mesmo bolhas.

O que fazer se tiver?

O tratamento para alergia a esmalte de unha ou dermatite de contato é feito através de medicações para controlar as lesões, como em qualquer outra alergia. Para as mulheres que adoram esmaltes, mas têm alergia, foram criados os esmaltes hipoalergênicos.

Há algum tempo atrás não era fácil encontrar esmaltes sem as substâncias causadoras de alergias, mas hoje em dia, muitos fabricantes já disponibilizam linhas específicas destes produtos, inclusive lançando versões hipoalergênicas das tendências em cores de esmaltes.

Fonte: dicasdemulher.com.br

(Visited 66 times, 1 visits today)