Velas emitem substâncias tão tóxicas quanto as do cigarro

Sabendo dos malefícios que a fumaça do cigarro pode causar para quem a inala, outro tipo de fumaça pode ser tão tóxico quanto a do cigarro e igualmente prejudicial.

Usamos velas em diversas ocasiões, seja como decoração ou para criar momentos relaxantes, enfim, mas esse uso pode ser perigoso. Algumas velas aromatizadas emitem substâncias tóxicas, às vezes tantas quanto as eliminadas por um cigarro acesso, por exemplo. As informações são do jornal inglês Daily Mail.

O problema foi identificado nas versões feitas de parafina, um derivado do petróleo. Pesquisadores americanos da Universidade da Carolina do Norte queimaram diversos produtos em laboratório para monitorar a emissão de gases e identificaram produtos cancerígenos e químicos, como tolueno e benzeno, associados ao aumento do risco de asma, eczema e até problemas de pele.

O risco é ainda maior quando as velas são acesas em ambientes fechados. Velas feitas de cera de abelhas ou de soja não emitiram gases perigosos. O pesquisador chefe do estudo, Amid Hamidi, disse ao jornal que acender velas de parafina de vez em quando não causam danos à saúde, mas não é recomendado manter várias delas acesas todos os dias, principalmente em ambientes pouco ventilados, como banheiros, por exemplo.

Além da parafina, os aromas usados para adicionar perfumes às velas também foram foco do estudo. Pois a maioria deles é de origem sintética e não de fonte natural ou de óleos essenciais, como os usados em velas para aromaterapia.

O estudo também alertou para o tipo de pavio, apontando que o feito de fibra torcida é o mais seguro, enquanto que o de metal ou papel recoberto de algodão emite mais substâncias poluidoras, como zinco e outros metais.

Fonte: Terra

(Visited 109 times, 1 visits today)