Quem bebe álcool moderadamente tem saúde melhor, em geral

Segundo cientistas franceses, quem bebe álcool moderado, geralmente tem saúde melhor do que os abstêmios. O benefício não tem relação direta com o álcool, e sim com fatores indiretos, como o relaxamento, a realização de mais atividade física e o melhor status social.

O estudo não aponta uma ligação de causa-efeito e não deve ser usado para promover o consumo do álcool. O abuso do álcool está associado a várias doenças, inclusive problemas hepáticos e cardíacos e alguns tipos de câncer. A Organização Mundial da Saúde diz que o alcoolismo mata 2,3 milhões de pessoas por ano.

As conclusões do estudo foram publicadas na revista European Journal of Clinical Nutrition, publicada pela Nature.

Segundo os pesquisadores, bebedores leves e moderados, homens e mulheres, tinham uma saúde geral melhor do que quem nunca bebia ou quem bebia demais.

Homens que bebiam moderadamente tinham em geral menor risco cardiovascular, menor ritmo cardíaco, menos estresse, menos depressão e menor índice de massa corporal. Também apresentavam resultados melhores em mensurações subjetivas da saúde, como a quantidade de exercícios que faziam.

Os cientistas encontraram tendências semelhantes entre bebedoras moderadas, que tinham menor pressão arterial e cinturas mais finas.

Em ambos os sexos, os bebedores moderados tinham maiores níveis de HDL (“colesterol bom”) no sangue.

A principal conclusão é de que o consumo moderado de álcool é um bom indicador de um “status social ótimo”, e que essa pode ser a principal explicação para a saúde melhor desse grupo.

Fonte:  Reuters

(Visited 18 times, 1 visits today)