O que é, causas e como prevenir a Halitose ou Mau Hálito

Mau Hálito ou Halitose é um problema presente na vida de muita gente, e é altamente desagradável tanto para quem tem como para quem convive. Geralmente é percebido mais pelas pessoas em volta do que a que tem mau hálito.Tem várias causas, podendo variar com a idade da pessoa, pode se manifestar por dia, agravando-se à proporção que a fome aumenta.

O mau hálito matinal não é considerado um problema, pois é fisiológico e está presente em 100% da população, devendo desaparecer com a higiene bucal e após a primeira alimentação da manhã.

O que é Halitose ou Mau Hálito? E quais são as causas?

É o odor desagradável do ar expelido pelos pulmões. Pode ser causada por diversos fatores, bucais e não bucais, fisiológicos (que requerem apenas orientação) ou patológicos (que requerem tratamento). O mau cheiro é um sinal de que algo não vai bem no organismo. Os especialistas já descobriram mais de 50 causas para a halitose e cerca de 85% delas estão concentradas na boca. Nesse caso, a mais freqüente vilã do mau hálito é a saburra, uma placa bacteriana densa e esbranquiçada que se forma na superfície da língua e que permanece concentrada ali até ser retirada com a limpeza. Além dela, gengivites, cáries e pouca salivação provocam o problema. E quem respira pela boca também está sujeito a esse mal.Além de problemas na boca, o mau hálito pode ser provocado por medicamentos, bebidas alcoólicas ou alimentos como cebola e alho.

Como prevenir?

A prevenção é a medida mais importante no caso do mau hálito, e acaba sendo a principal forma de tratamento. Deve-se ter cuidado com a alimentação e, principalmente, com a higiene bucal.

No caso de tendência ao mau hálito, deve-se evitar carne gordurosa, fritura, repolho, brócolis, couve-flor, alho, cebola. Deve-se dar preferência ao leite desnatado e ao queijo branco ou ricota, evitar bebidas alcoólicas, fumo e medicamentos com cheiro acentuado.

Tomar dois litros de água ao longo do dia, manter uma boa higiene bucal e a língua após as refeições e passar fio dental.

A alimentação rica em cenoura, maçã e outros alimentos fibrosos auxilia na promoção de uma limpeza total na parte dos dentes, na linha das gengivas.

Uma boa freqüência de ingestão de água e de alimento que contenha algum carboidrato também é muito importante.

No entanto, consultas periódicas ao dentista são essenciais, principalmente para uma higienização mais profissional, única forma de remover a placa bacteriana ou o acúmulo de tártaro na região inferior dos dentes.

Fontes: boasaude.uol e fiquelinda

(Visited 31 times, 1 visits today)