Feijão-caupi pode reduzir colesterol, segundo pesquisa

7,5% da população têm colesterol alto. O segredo é fazer exercícios físicos e ter uma boa alimentação. Por outro lado, para quem já tem este fator de risco, que provoca uma série de danos à saúde, está sendo desenvolvida pela nutricionista Karoline Frota uma pesquisa que usa proteína de feijão-caupi, conhecido como feijão-de-corda, no combate aos altos níveis de colesterol ruim (LDL).

Karolline Frota é pesquisadora da USP. Durante seu mestrado, usou o feijão-caupi como redutor de colesterol em animais e conseguiu resultados satisfatórios. “A redução nos níveis de colesterol total foi de 49% no grupo de animais que recebeu o feijão-caupi integral na sua dieta. Um outro grupo de animais recebeu na sua dieta a proteína isolada desta leguminosa, e o resultado foi a diminuição do colesterol em 22%”. Outro resultado positivo foi a eliminação de gordura no fígado, observada tanto no grupo que recebeu o feijão integral, quanto no grupo que recebeu proteína isolada de feijão-caupi.

Agora, Karoline está realizando a pesquisa em seres humanos, como base da tese de doutorado dela.  O ensaio clínico está sendo feito em Teresina e ela está recebendo voluntários para participarem da pesquisa. “Precisamos de homens entre 30 e 70 anos, mulheres entre 45 e 70 anos (após menopausa). Eles precisam ter o colesterol LDL entre 160mg/dL e 190mg/dL”.

A pesquisa exige que estas pessoas não tomem nenhum medicamento para reduzir o colesterol, para que o resultado seja aceitável. Podem fazer parte da pesquisa pessoas de Teresina e de cidades vizinhas. Elas receberão shakes com a proteína do feijão-caupi, além de todas as orientações da nutricionista.

Interessados podem entrar em contato pelo telefone (86)9930-9303 ou enviar e-mail para karolfrota@usp.br

Fonte: Medimagem

(Visited 16 times, 1 visits today)