Crianças com irmãos autistas têm mais chances de ter autismo

Pesquisa realizada nos Estados Unidos revela que o risco de uma criança sofrer de autismo é maior do que se pensava até agora quando um ou mais de seus irmãos mais velhos já sofrem desta síndrome. O estudo foi feito por cientistas da Universidade da Califórnia em Davis e com a participação do Instituto M.I.N.D.

Antes, a probabilidade considerada era de 3% a 10%. Agora, subiu para 18,7%. Cerca de 80% das crianças autistas são do sexo masculino.

O grupo pesquisado, composto por 664 pacientes, foi acompanhado desde os oito meses de idade até os três anos, quando passaram por exames para saber se eram autistas.

A pesquisa revela que para as famílias nas quais já havia um filho com autismo, o índice de irmãos e irmãs menores que também acabaram padecendo desta síndrome é de 20,1%. Essa taxa sobe para 32,2% no caso de mais de um irmão autista.

Cerca de uma em cada dez crianças nascidas nos Estados Unidos são afetadas pelo autismo.

“Este é o estudo mais extenso já realizado com irmãos e irmãs menores de crianças autistas”, afirmou a dra. Sally Ozonoff, professora de Psiquiatria e Ciências do Comportamento no Instituto M.I.N.D e principal autora do trabalho, que foi postado no site do jornal “Pediatrics”.

Fonte: SRZD

(Visited 33 times, 1 visits today)