Estudo revela que gestantes que ingerem peixes reduzem chances de depressão pós-parto

Pesquisadores da Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, descobriram que gestantes que ingerem peixes gordurosos como o salmão, ricos em ômega 3, reduziram as chances de desenvolver depressão pós-parto, como divulgou o jornal Daily Mail nesta quarta-feira (13).

O estudo acompanhou 52 gestantes, sendo que metade consumiu placebo e a outra metade recebeu cápsulas de ômega 3 cinco vezes na semana, a partir da 24ª semana de gravidez. Após o nascimento da criança, as que ingeriram o ômega 3 se saíram melhor ao responder um questionário desenvolvido para identificar os sintomas da depressão pós-parto.

Pós-parto? Tire todas as suas dúvidas…

A depressão pós-parto afeta cerca de 13% das novas mães e o ômega 3 teria a capacidade de proteger a saúde mental das mulheres. Todavia, a ingestão excessiva de peixes gordurosos durante a gestação pode prejudicar o desenvolvimento do bebê, sendo, portanto, necessário o equilíbrio na dieta. “O consumo deve ser obtido com o consumo de alimentos para poder atingir o potencial de reduzir os sintomas da depressão”, contou a pesquisadora Michelle Price Judge.

A depressão pós-parto se inicia na primeira semana depois do nascimento da criança e estima-se que entre 50% a 80% de todas as mulheres apresentam reações emocionais como: crises de choro, cansaço, humor deprimido, irritação exagerada, ansiedade excessiva e lapsos de memória.

Saiba mais sobre o tema: Depressão pós-parto, o que é e como evitar?

Fonte: Com informações de Terra

(Visited 21 times, 1 visits today)