Projeto permite mover o cursor do mouse através dos olhos

Em mais uma amostra do que a tecnologia pode fazer pela saúde, um projeto criado no Brasil permite que pessoas com deficiência física possam utilizar um computador através do movimento de seus olhos. Trata-se de um trabalho realizado pela Fundação Paulo Feitoza, do Amazonas, que se apresentou como uma das inovações da Campus Party Iberoamérica em El Salvador.

O projeto do ‘mouse ocular’ compreende um software e um hardware que traduzem os sinais eletromagnéticos registrados através de eletrodos colocados no rosto do usuário, para que sejam recebidos e interpretados pelo computador. Desta forma é possível controlar o movimento do cursor e até escrever em um teclado virtual, unicamente movimentando os olhos.

Na demonstração feita no evento, o coordenador do projeto, Rogerio Caetano, colocou em sua assistente, Priscila Gomes, cabos fixados com adesivos, como os usados em eletrocardiogramas, mas neste caso ao redor dos olhos. Foram quatro de cada lado, dois verticais e dois horizontais.

Priscila tirou a mão do mouse, e começou a mover os olhos pelos quatro cantos. Na tela gigante se via o teclado virtual oferecido pelo software e um cursor que se movia tal como ela indicava. A flecha corria por sobre as letras e, para selecioná-las, Priscila tinha apenas que piscar, o que equivale ao ‘clique’ de uma mouse manual.

Os campuseiros presentes ficaram assombrados com a demonstração de um dos projetos mais inovadores da inclusão digital apresentado na Campus Party Iberoamérica. – Atulmente o sistema está sendo testado em hospitais, escolas especiais e até em residências particulares do Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Manaus – contou Caetano.

O sistema, que custa apenas US$ 100 (equivalente a pouco mais de R$ 200), abre um novo caminho no Brasil para cerca de quatro milhões de pessoas tetraplégicas, portadoras de distrofia muscular e outras enfermidades degenerativas, vítimas de acidente vascular cerebral e outras que nascem sem braços ou que os perderam em acidentes.

Fonte: Terra
Edição: Clarissa Poty

(Visited 21 times, 1 visits today)