Foi vítima de um crime virtual? Veja o que fazer

A internet pode parecer um território livre e sem lei, mas não é bem assim. A cada ano, cresce o número de processos por crimes virtuais em andamento na Justiça. É preciso saber se proteger. Mas o que fazer se você já é vítima? Conheça alguns dos crimes virtuais mais comuns e saiba como reagir.

Conheça cuidados para evitar processos no uso da internet

Cyberbullying

Se você recebe constantemente torpedos SMS, e-mails e recados em seu blog ou página dos sites de relacionamento com xingamentos, ofensas e humilhações, você é vítima de cyberbullying.

Se for menor, é necessário que você procure a ajuda de um responsável. Tire, então, uma foto ou um print screen de todas as mensagens, imagens ou vídeos. Não responda aos xingamentos e bloqueie o contato do agressor.

Também é possível fazer uma ata notatorial em um cartório próximo. O nome parece difícil, mas é superprático. O adolescente precisa ir a um cartório, acompanhado de um maior de idade, e pedir para o funcionário do cartório abrir o conteúdo da internet. Ele irá imprimir e autenticar o material. Funciona como uma autenticação de um documento digital e tem validade legal.

O próximo passo é abrir um boletim de ocorrência e entrar em contato com a empresa que hospeda o material ofensivo na web, através de carta ou e-mail. A empresa tem um prazo para retirar as ofensas do ar. Já o agressor pode responder um processo na Justiça, pagar multa e até ser detido.

Confira dicas para evitar roubos de senhas e perfis na web

Sexting

É quando celulares, câmeras fotográficas, contas de e-mail, salas de bate-papo, comunicadores instantâneos ou sites de relacionamento são utilizados para produzir e enviar fotos e vídeos sensuais sem autorização de quem aparece nas imagens. É um fenômeno recente e que tem se tornado popular. Em pesquisas realizadas pela Safernet, 12% dos adolescentes admitiram já ter enviado fotos sensuais por e-mail.

O problema de explorar a sexualidade em mídias digitais é justamente porque este material pode cair nas mãos de outras pessoas e ser copiado, manipulado e divulgado na internet. Se isso acontecer com você, procure um adulto de confiança e registre um boletim de ocorrência, com print screens ou atas notatoriais do conteúdo compartilhado. Uma investigação policial será aberta e a pessoa que distribuiu o conteúdo poderá até ser acusada de pornografia infantil, caso os envolvidos sejam menores.

Aliciamento

Você recebe mensagens no celular, e-mails e recados no blog ou nos sites de relacionamento com convites para encontros, imagens de sexo ou conteúdos impróprios para sua idade? Isto pode ser uma tentativa de aliciamento.

Os aliciadores fingem ser amigos virtuais, mas, na verdade, buscam vítimas para abusar e até seqüestrar. A primeira medida a ser tomada é bloquear o agressor no celular, chat, e-mail ou rede de relacionamento. Tire print screens dos convites e ameaças e procure adulto de confiança para fazer uma denúncia na delegacia mais próxima.

Fonte: Globo/Malhação

(Visited 72 times, 1 visits today)