Aprenda a controlar sua ansiedade

 

A rotina moderna exige jogo de cintura: filhos, marido, trabalho… Parece que estamos ligadas em 220 volts! Esse estado permanente de tensão favorece o aparecimento da ansiedade. 

O psiquiatra Luiz Alberto Hetem, da Associação Brasileira de Psiquiatria, explica que a ansiedade pode até trazer coisas boas. “Por causa daquela empolgação meio tensa que sentimos quando queremos que algo aconteça, podemos ter mais iniciativa para ir atrás de nossos objetivos”, diz. 

O ruim é quando essa emoção se torna tão intensa a ponto de atrapalhar nossa vida pessoal ou profissional

 

Controle sua mente

 

O psicólogo Thiago Sampaio, da Associação dos Portadores de Transtornos de Ansiedade, comenta que nossa maneira de pensar influencia – e muito – na forma como a ansiedade pode nos atingir. A atriz Elizabeth Savala precisou enfrentar o problema. “O que me deixa ansiosa é minha vida sentimental. Quando me separei do meu primeiro marido, perdi 20 quilos. Eu tinha de caminhar mais de duas horas para conseguir dormir”, conta a Socorro da novela Caras & Bocas. 

Para evitar a ansiedade, é preciso adotar algumas atitudes diárias. “Ter hora para se alimentar, fazer exercícios físicos e reservar um tempo para o lazer são hábitos que funcionam como prevenção”, explica Luiz Vicente Figueira de Mello, psiquiatra do Hospital da Clínicas de São Paulo. Conheça algumas maneiras simples e eficazes de domar esse desconforto.

 

5 atitudes que combatema ansiedade

 

Concentre-se
Preste atenção na atividade que você está realizando, em vez de fazer uma coisa enquanto pensa em outra. Mantenha-se no presente! 

Combata os pensamentos negativos
Não se deixe enganar pela mente. Quando ela ficar buzinando que o pior vai acontecer, use a frase: “Seja o que Deus quiser”.

 

Vá à luta em vez de ficar se preocupando
Pode comprovar: os problemas se resolvem no plano da ação e não no do pensamento. Pense nas soluções dos seus conflitos e tome boas atitudes. No intervalo entre essas duas coisas, não fique remoendo ideias fixas. Isso não resolve os problemas e só serve para nos deixar ainda mais angustiadas.

 

Respire
Quando bater aquela tensão, respire fundo e pense: preciso mesmo ficar tão aflita e ter tanta pressa para resolver isso? 

Encare as dificuldades 
Perder faz parte da vida. Não queira ganhar a qualquer custo. Tenha claro na cabeça que não temos como controlar todas as situações.

 

 Será que é normal?

 

A linha que separa a ansiedade normal da exagerada varia de um indivíduo para o outro. Devemos ligar nosso radar quando esse jeito de ser – aflito, nervoso e inquieto – começa a trazer prejuízos à vida. “O contato com o novo e situações em que a pessoa se sinta julgada, avaliada ou pressionada demais podem desencadear crises de ansiedade”, explica o psiquiatra Isaac Efraim, idealizador do site www.ansiedade.com.br

Para o psiquiatra Luiz Figueira de Mello, o sono é um bom termômetro para detectar transtornos de ansiedade. “Se a pessoa perde o sono todas as vezes em que tem um compromisso diferente, é bom ficar atento.” Apenas um médico pode avaliar alguém ansioso demais e receitar medicamentos que curem ou previnam esse quadro. Os remédios mais eficientes são os ansiolíticos e os antidepressivos.

Esse mal pode causar depressão e hipertensão!

 

 

Combater a ansiedade é importante para prevenir o desenvolvimento de outras doenças. “A depressão é uma das complicações mais frequentes, além do abuso de álcool e da dependência de remédios ansiolíticos”, avisa Luiz Alberto Hetem. Quando a depressão se instala, o sofrimento do paciente torna-se muito maior, e o tempo de tratamento aumenta. Por isso, prevenir é fundamental. Pessoas extremamente ansiosas e sem tratamento também correm sério risco de se tornar hipertensas. A situação pode virar uma bola de neve: é que tanto a depressão quanto a pressão alta facilitam o surgimento de vários problemas cardíacos. Previna-se!

Perco a fome e o sono quando estou ansiosa”

Em algum momento da vida, toda mulher sofre de ansiedade. Esse mal pode causar fome, falta de apetite, queda de cabelo e unhas quebradiças, entre outras coisas.

 

Com Elizabeth Savala não é diferente. “A rejeição me deixa ansiosa”, conta. Veja como ela lida com essa situação:

 

 

1. O que deixa você ansiosa?
Fico profundamente ansiosa quando minha relação amorosa vai mal. Sofro muito com a ideia de rejeição, com a possibilidade da perda. 

2. Como ela se manifesta?

Perco a fome, tenho insônia. Quando me separei do meu primeiro marido,há muitos anos, fiquei com apenas 48 quilos. 

3. E o que fazia para sair dessa situação? 
Caminhava muito. Andar me deixava cansada e, assim, eu conseguia dormir. Também acho que o exercício nos dá prazer e, consequentemente, diminui a ansiedade.

 

 

4. Como você lida com essa sensação?
Sou messiânica [religião de origem oriental ]. Quando estou mal, sei que posso me apoiar nessa filosofia. A ligação com a natureza também alivia o estresse. Olhar para o mar, por exemplo, me acalma e me faz voltar a ter equilíbrio.

 

Blinde sua casa contra a ansiedade

O arquiteto Gustavo Curcio dá dicas de como tornar o seu lar um ambiente mais tranquilo e harmonioso.

· Tenha utensílios azuis, verdes e pretos
Na cozinha, ao contrário do vermelho, do amarelo e do laranja, esses tons diminuem a ansiedade na hora das refeições. 

· Pendure na parede paisagens tranquilas
Tenha quadros de cachoeiras ou bosques. Evite figuras de trovões, tempestades e mares agitados.

 

 

· Pinte as paredes com tons pastel
Abuse das cores claras e invista em motivos neutros, como listras e estampas que misturam poucas tonalidades. Evite vermelho e laranja. 

· Decore com objetos arredondados
Fuja dos acessórios pontiagudos. As curvas dão sensação de aconchego e paz.

 

 

· Deixe a casa verde
As plantas trazem harmonia e acalmam os ânimos.

Calmantes Naturais

A alimentação está intimamente ligada à ansiedade. Fique atenta! Alguns alimentos podem reduzi-la. São eles: 

· Chás: Verde, de camomila e de erva-cidreira 
· Frutas: Abacate, maçã, laranja, maracujá, banana 
· Vegetais: Alface, espinafre e folhas escuras 
· Peixe: Salmão e sardinha 
· Laticínios: Leite desnatado e derivados magros 
· Suco de uva integra

 

fonte:mdemulher

(Visited 198 times, 1 visits today)