Dicas sobre Cores na hora de decorar sua casa

Branco – é a presença de todas as cores. Teoricamente, reflete todos os raios luminosos que incidem sobre uma superfície branca. Traz claridade e leveza para um ambiente. Entretanto, um ambiente totalmente branco pode se tornar monótono e hostil, levando à dispersão.

Preto – como é conhecida a ausência de cor e é o que menos reflete luz. O ideal é que ele seja utilizado moderadamente como recurso para realçar outras cores, em detalhes, do que em grandes áreas. Pois este expressa agressividade.

Azul – Serenidade, paciência, amabilidade são favorecidos por esta cor, tranqüilizando os ânimos, entretanto deve-se ter cuidado com esta cor nos tons mais escuros e com ambientes monocromáticos, que levam à introspecção – situação não recomendável para pessoas depressivas.

Verde – representa a esperança e a abundância. É a cor do equilíbrio, estimulando o silêncio e pode ajudar a amenizar o stress.

Vermelho – está associado às emoções, despertando a sexualidade e, eventualmente, desperta a agressividade. Nos ambientes, deve ser usado nos detalhes, como flores, pois o excesso torna-se irritante. Uma simples contemplação de uma superfície vermelha pode acelerar o nosso pulso.

Violeta – ligada à intuição e a espiritualidade, por isso indicado para locais de meditação. Os seus tons claros acalmam e aconchegam, contudo em tons fortes, pode agravar o estado depressivo.

Amarelo – ligado à criatividade, alegre e divertido. Ativa o raciocínio e a comunicação, sendo ideal para usar em escritórios, cantos de estudo e no estar, pois deixa as pessoas mais relaxadas e extrovertidas.

Laranja – atua sobre o sistema digestivo, abrindo o apetite – ideal para sala de refeição. É muito aconchegante, estimula o otimismo e a generosidade.

As cores frias, como azul, violeta e verde, ampliam o ambiente. São aconselháveis para aqueles que desejam passar uma sensação de espaço e dimensão.

Cores quentes, como vermelho, amarelo e laranja, tornam o ambiente visualmente menor. Além disso, são estimulantes; sua utilização em quartos é desaconselhável, pois podem prejudicar o sono e o descanso.

Carnaval, só na avenida. A utilização de muitas cores “alegres” juntas pode causar confusão visual. O contraste impactante, mas com número moderado de cores, é mais bem-vindo.

Quanto mais escuras, mais “pesadas” são as cores. Por isso, existe a tendência de utilizar tons escuros próximos ao chão, com a finalidade de fundamentar o ambiente. A falta delas torna o cômodo visualmente opressivo, como num hospital.

Se estiver na dúvida, trabalhe com apenas uma cor, variando seus tons e matizes. Para quebrar a monotonia, detalhes contrastantes e mobília em cores diferentes são aconselháveis.

O design da mobília fica favorecido se houver contraste entre sua cor e os tons da parede.

Cores primárias, quando usadas em demasia, cansam a vista. Para áreas grandes, como paredes, prefira tons mais claros da mesma cor.

Cores complementares são importantes para dar harmonia ao ambiente. Veja qual complementa qual : Azul / Laranja ; Roxo / Amarelo; Vermelho / Verde.

Casa e Decoração: dicas de pintura e decoração para deixar um ar mais aconchegante

Fonte|: arteplural.com.br

(Visited 15 times, 1 visits today)