Cuidados importantes que devemos ter com nossas unhas

Nossas unhas são compostas principalmente por queratina, uma proteína também encontrada nos cabelos e na pele e elas podem indicar o estado geral da nossa saúde, incluindo hábitos pessoais.

As funções das unhas vão bem além do lado estético. Elas são essenciais para manipulação fina de objetos, protegem os tecidos das extremidades distais dos dedos e dão sinais importantes no diagnóstico de várias doenças sistêmicas.

Problemas mais simples como a maneira adequada de cortar as unhas e processos básicos de limpeza podem ser resolvidos por podólogos. Alterações como bordas desfolhando ou quebrando, manchas, descolamento ou espessamento, assim como inflamações e “unha encravada” devem ser avaliados por dermatologistas. São esses profissionais, prioritariamente, que podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos orais ou tópicos e realizar procedimentos cirúrgicos, que envolvem uso de bisturis ou laser.
É preciso cuidar das unhas de maneira correta para evitar alterações importantes. Abaixo seguem alguns cuidados que devemos tomar para a saúde geral das nossas unhas.

Dicas importantes parar manter a saúde das unhas.

As cutículas, são estruturas importantes que protegem a matriz ungueal da ação de substâncias químicas e microorganismos e, portanto não devem ser retiradas ou traumatizadas. A umidade favorece o aparecimento de infecções fúngicas, chamadas micoses, portanto deve-se evitar deixar as mãos úmidas por muito tempo.
Deixar de usar esmaltes durante 1 semana por mês, usando um hidratante com uréia neste período, ajuda a evitar o ressecamento e desfolhamento das unhas. Ter o seu próprio material de manicure ou usar apenas material que foi esterilizado em autoclave é essencial para evitar infecções.
Unhas postiças propiciam acúmulo de umidade e proliferação de fungos. Se duram mais de quatro dias, podem ainda causar descolamento ou outros danos na superfície da unha.
Unha encravada é um dos problemas mais comuns e pode incomodar a ponto de impedir as atividades cotidianas e laborativas. Esse problema ocorre quando uma das pontas “penetra” na pele ao seu redor durante o crescimento. O processo decorre de um aumento na pressão sobre a unha ou suas pregas laterais, causado principalmente, pelo ato de cortá-las de forma errada ou usar sapatos apertados e pontiagudos. Esse processo culmina em inflamação e vermelhidão dos cantos das unhas que pode provocar dor importante.
Para prevenir a unha encravada, recomenda-se evitar sapatos apertados, arredondar a borda das unhas ao aparar e evitar cortar em excesso.

O cuidado adequado com as unhas vai bem além de mera preocupação estética. As informações contidas aqui podem ser de grande ajuda para manter a saúde das unhas.

Fonte: saomarcos.org.br

(Visited 220 times, 1 visits today)