Sexo em excesso cansa, diz a ex-garota de programa Bruna Surfistinha

Mais de 300 mil livros vendidos e sua história estampada nas telas de cinema. Esta é Raquel Pacheco, mais conhecida como Bruna Surfistinha, que largou a vida de prostituição e virou escritora, com o best-seller O Doce Veneno do Escorpião.

“Sempre sonhei em encontrar um homem bacana na prostituição que me tirasse daquela vida, como no filme Uma Linda Mulher. E encontrei”. Diz Raquel Pacheco.

Sobre abandonar a profissão, ela afirma: “Eu me prostitui durante três anos, dos 17 aos 20 anos, e sexo, por incrível que pareça, cansa quando em excesso”. Ela ainda dá detalhes dessa vida: “meus clientes eram homens casados, carentes, poucos eram pervertidos. Eu preferia os homens mais velhos, pois os garotos davam muito trabalho”.

Será que ele gosta de você? (Ponto de vista de uma ex-garota de programa – Bruna Surfistinha)

A adaptação de seu primeiro livro para o cinema, protagonizado pela atriz Debora Secco, será lançado no segundo semestre deste ano.

Fonte: Bem Paraná

(Visited 82 times, 1 visits today)